Voltar ao início

Exploração da rede

Bitcoin é uma rede de contas e pagamentos que tem uma criptomoeda utilizada pelas pessoas para transferir valores. E para que isso funcione, é preciso manter uma contabilidade.

Cada transação gera uma anotação semi-anônima sobre quantos bitcoins passaram de uma conta para outra, embora não seja relevante quem são seus titulares.

Como explorar o blockchain
As informações registradas na blockchain são públicas e podem ser lidas em diferentes níveis de complexidade.

O registro não é feito em português, espanhol ou inglês, mas em código de programação, disfarçado por criptografia e automatizado. Não há ninguém anotando o que acontece.

Os registros do que acontece na Rede Bitcoin são públicos: as operações são visíveis para quem usa Bitcoin ou deseja explorar a rede. É algo como ver os detalhes das movimentações de uma conta bancária.

Essa é a maneira transparente de demonstrar que as transferências de valor ocorreram sem desperdiçar tempo ou poder de computação em detalhes que são importantes apenas para os envolvidos.

A blockchain registrou todas as transferências de bitcoin que ocorreram desde que a rede começou a operar em 2009. De fato, é possível analisar o histórico de cada fração de bitcoin que foi minerada ou transferida. Embora possa ser algo bastante entediante.

Bitcoin é uma reliquia
Cada bitcoin tem sua própria história: é por isso que eles são únicos e não podem ser re-emitidos, duplicados ou falsificados.

Explorar a Rede Bitcoin não é difícil, pois existem sites e programas que mostram o blockchain como uma planilha ou um documento de texto daqueles típicos de qualquer escritório. Esses softwares também geram indicadores com dados relevantes.

Há muitas coisas que se pode conhecer e aprender explorando a Rede Bitcoin, e você não precisa se registrar para fazer isso. Está disponível, como uma espécie de "boletim oficial".

  • Revise as operações do seu endereço Bitcoin ou qualquer outro.
  • Conheça o volume de transações para um determinado dia ou período.
  • Acompanhe em tempo real o preço do bitcoin, convertido em reais ou dólares.
  • Veja cada bloco minerado e saiba de qual nó de mineração ele foi criado.
  • Revise a comissão média das operações, quase que em tempo real.