Voltar ao início

Como o Bitcoin começou?

O domínio web bitcoin.org foi registrado em 18 de agosto de 2008 e foi adquirido por Satoshi Nakamoto, um nome que segue sendo um mistério no mundo cripto, pois é um pseudônimo e ninguém sabe se é uma pessoa, um grupo de pessoas, de que lugar do mundo etc.

Dois meses depois, Satoshi Nakamoto compartilhou em uma lista de e-mails sobre criptografia o documento chamado "Bitcoin: um sistema de dinheiro eletrônico entre pares", onde se explicava o sistema contábil, a engenharia da rede e sua moeda.

  • Bitcoin é um protocolo contábil, uma maneira de contabilizar transações entre pessoas.
  • Também, é uma rede de computadores que guarda o histórico do livro-caixa.
  • E tem uma criptomoeda, uma moeda completamente digital e válida para realizar essas transferências, que pode ser convertida fora da rede por dinheiro de curso legal.
  • Além disso, Bitcoin é uma comunidade de consenso, de desenvolvimento e de discussão.

Como foram as primeiras transações com Bitcoin

A rede estreou em janeiro de 2009, quando foram criados os primeiros bitcoins através do processo conhecido como mineração e foi lançado o cliente de software para transações.

A primeira transação foi o envio de 10 BTC ao criptógrafo estadunidense Hal Finney, um dos primeiros a apoiar o projeto Bitcoin e se envolver com a mineração.

E a primeira compra com bitcoins foram as 2 pizzas que o minerador e desenvolvedor Laszlo Hanyecz pagou com 10 mil BTC, mais ou menos 40 dólares na época, que agora valeriam quase 100 milhões.

Como o Bitcoin começou? Em Janeiro de 2009
Desde 2009, o Bitcoin funciona como uma rede contábil, um sistema de pagamentos global, uma criptomoeda e também como uma comunidade 

O Bitcoin foi obra de entusiastas da inovação e da segurança digital comandados por Satoshi Nakamoto, que acreditavam na cultura colaborativa e no software de código aberto.

Qualquer um pode “fazer uma cópia” do código do Bitcoin para criar aplicações. Por isso, além de tudo, é uma plataforma criativa e uma comunidade de desenvolvimento tecnológico.

É certo que para a maioria dos usuários da rede, o Bitcoin funciona como um software, um “App” que permite receber e enviar valores de forma digital, rápida, segura e fácil. E isso em si já é suficiente para que seja uma tecnologia relevante.

Mas é mais do que isso: o Bitcoin encabeça a revolução cripto, gerou uma nova cultura e se posicionou como uma ferramenta usada por 25 milhões de pessoas em todo o mundo.