Voltar ao início

Tokenização da economia

Outro aspecto que pode parecer “copiado” de um livro de ficção científica é a tokenização. Ou seja, a capacidade de transformar bens e serviços em ativos digitais (tokens).

O leque de possibilidades é muito amplo e é por isso que existem categorias dentro dos tokens que podem ser criados: utility token, security tokens e currency tokens, entre outros. Se você estiver interessado neste assunto, pode ler mais aqui.

Basicamente, cada uma destas categorias define um tipo diferente de ativos tokenizáveis. E sim, praticamente tudo pode ser tokenizado.

Tokenização da economia

Vejamos o exemplo de BAT (Basic Attention Token), um token associado ao Brave, navegador que bloqueia por padrão qualquer anúncio, economizando tempo e dados dos usuários.

Ao mesmo tempo, Brave possui seu próprio sistema de publicidade. As empresas que queiram utilizá-lo devem pagar, e os usuários que optam por ver esses anúncios recebem uma quantia mensal de BAT em troca.

Além disso, como foi criado sob o protocolo ERC-20 da Ethereum, BAT é interoperável com todos os serviços desta blockchain. Ou seja, você pode depositar seus BAT em algum serviço DeFi e obter rendimentos (juros).

Desta forma, algo tão abstrato como a “atenção” dos usuários se transformou em um token e deu origem a uma pequena economia.

A tokenização não tem limites, por isso, já existem tokens que representam vacas (Bitcow), ouro (PaxGold), cartas digitais colecionáveis (Gods Unchained), dólares (DAI, USDC), terrenos digitais (Decentraland) e até tokens que representam outros tokens (WBTC, WETH, tBTC).