Voltar ao início

Mineração em Ethereum

Os tokens da Ethereum são criados a partir de blocos minerados, de maneira similar ao que acontece com o Bitcoin. Para cada bloco minerado, a rede cria 2 ETH que são entregues aos mineradores como uma recompensa ou retribuição.

A mineração também tem outra função igualmente importante, já que é a tecnologia que possibilita a manutenção dos registros descentralizados.

O processo de mineração da Ethereum é muito parecido ao do Bitcoin. Os mineradores competem para resolver uma espécie de quebra-cabeça ou problema matemático, cuja correta solução permite que o bloco seja validado, adicionado à blockchain e transmitido ao restante da rede.

Mineração em Ethereum
Os tokens ETH são gerados por meio da mineração, um processo informático que também reforça a segurança da rede.

Quando um minerador encontra uma solução para o problema, recebe sua recompensa em Ether, e o bloco é transmitido através da rede, para que cada nó o adicione à sua própria cópia do registro.

Quanto tempo é necessário para validar um bloco em Ethereum

O tempo de validação de um bloco da Ethereum varía de 12 a 15 segundos. Se os mineradores conseguem resolver os quebra-cabeças de forma mais rápida ou mais lenta, o algoritmo ajusta automaticamente a dificuldade do problema para manter um tempo de resolução aproximado de 12 segundos.

Em parte, essa velocidade tem a ver com o fato de que os blocos da Ethereum não têm um tamanho predeterminado, nem mínimo, nem máximo. Você gostaria de saber mais sobre como as transações da Ethereum são processadas? Compartilhamos este site que mostra estes processos de forma super didática.