Voltar ao início

Taxas de transação nas redes Blockchain

25/3/21

Quando falamos em taxas, o bolso já chega a doer, imaginando nosso dinheiro indo embora e exatamente por isso, hoje vamos falar um pouco sobre as taxas de transação e como fazer para não pagar, ou pagar as menores taxas possíveis. 

Afinal, se você entende como as taxas funcionam, você também entenderá como evitá-las.

Taxas de transação

Um conceito muito importante a se compreender são as taxas de transação, que podem influenciar na hora de você enviar criptomoedas de uma carteira a outra.

As taxas de transação em blockchain, como qualquer outro tipo de taxa no mundo, são para compensar as pessoas que realizam o trabalho.

Quando transferimos uma criptomoeda de uma carteira para a outra, existe o trabalho dos mineradores ou validadores, que mantém a rede funcionando - e as taxas de transação são a recompensa para estes trabalhadores.

Os valores e o funcionamento de como as taxas são cobradas variam de rede para rede e, para aqueles com maior urgência em sua transação, podem pagar taxas maiores para suas transações serem processadas mais rapidamente.

Ou seja, você pode utilizar as taxas a seu favor, dependendo da sua urgência.

Por que são cobradas?

Você deve pagar as taxas de transação para garantir que a sua transferência seja realizada da maneira planejada. As taxas servem como uma ferramenta para incentivar os trabalhadores na rede blockchain e agilizar seu processamento.

Tais taxas foram inicialmente introduzidas na rede do Bitcoin como uma ferramenta anti-spam, ou seja, para evitar que robôs ou software mal-intencionados venham atrapalhar o funcionamento da rede.

No seu início, o valor mínimo da transação na rede Bitcoin era de 0.01BTC, mas com o passar do tempo e a sua valorização, tal valor de transação se tornou impossível de manter (atualmente seria equivalente a quase R$ 3.000 por transação).

Por que são cobradas?

Atualmente os valores de transação são bem menores que o 0.01BTC e são essenciais para o bom funcionamento da rede.

Outras redes, como a Ethereum e a Ripple também utilizam as taxas de transações para manter seus validadores motivados.

Diferenças entre as principais redes

Como mencionado antes, as taxas servem para motivar os mineradores a processar e priorizar transações, adicionando-as ao próximo bloco (Caso você não entenda o conceito de "próximo bloco”, leia aqui o nosso artigo em que explicamos o funcionamento da Cadeia de Blocos - Blockchain).

No caso do Bitcoin (BTC), todas as transações solicitadas vão para uma “sala de espera”, chamada mempool, aguardando serem selecionadas pelos mineradores e adicionadas no bloco seguinte.

Entre outras palavras, as transações que pagam as maiores taxas vão ser selecionadas em primeiro lugar pelos mineradores, pois sua recompensa será maior.

Na rede da Ethereum (ETH), as taxas de transação são medidas em “gas”, que significa pequenas porções do ETH. A rede ethereum é bem mais sofisticada e oferece mais recursos do que a rede do Bitcoin, como contratos-inteligentes (Smart Contracts) e dApps (Aplicações Descentralizadas).

Atualmente, o preço do “gas” para transações na rede Ethereum está altíssima, devido ao aumento no valor do ETH e na sua alta utilização da rede.

No caso da Ripple (XRP), não existem mineradores criando novas moedas, a taxa não é utilizada como recompensa, e sim para prevenção contra spammers e por isso é bem baixa.

Por exemplo, a média da taxa de transação da Ripple é 0.00001 XRP, questão de centavos. No auge do seu congestionamento, que ocorreu em 2017, as transações custavam 0.40 cents, entretanto tal período foi curtíssimo e logo as taxas voltaram a seu patamar normal. 

Sendo assim, caso você note que uma taxa de transação está muito alta, basta apenas aguardar que a rede se descongestione para você ter acesso a taxas mais acessíveis.

Além dos exemplos citados, também temos a Litecoin, Bitcoin Cash, Cardano, Ethereum Classic, Tron, que são outras redes blockchain com taxas de transações bem baixas.

Quais os principais fatores que influenciam as taxas de transação?

Os 2 maiores fatores são:

  • Tamanho de uma transação
  • Demanda por espaço no bloco

Algumas redes têm um limite de informação que pode ser incluída em um mesmo bloco, e muitas vezes mineradores e validadores também têm um número restrito de transações que podem ser colocadas em um bloco.

Quando existem centenas de usuários realizando transações ao mesmo tempo, a demanda por espaço no bloco aumenta, aumentando a fila de espera, fazendo com que os preços aumentem cada vez mais.

Agora que você entendeu um pouquinho mais sobre as taxas, acha que conseguirá economizar um pouco na próxima transação? Sempre tente evitar realizar transações quando a rede estiver muito congestionada.

Caso você queira saber mais sobre o funcionamento das redes blockchain, entre no Launchpad da Ripio e aprenda muito mais sobre este universo dos criptoativos.