Voltar ao início

5 indicadores fundamentalistas importantes do Bitcoin

22/2/21

A análise fundamentalista é uma ferramenta importante para o investidor interessado em tentar prever o comportamento do mercado de uma criptomoeda. Isso inclui, obviamente, o mercado de Bitcoin.

Diferentemente da análise técnica, que se concentra em estudar os gráficos do mercado, a análise fundamentalista se concentra nos fatores externos que afetam o preço do Bitcoin. Com base em informações sobre esses fatores, o investidor avalia se o preço do Bitcoin está subvalorizado ou sobrevalorizado em determinado momento.

Neste artigo, apresentamos alguns dos indicadores fundamentalistas mais importantes para quem investe em Bitcoin. Eles são, nesse sentido, apenas um ponto de partida para quem pretende investir nesse método de análise.

Análise fundamentalista do Bitcoin: indicadores importantes

A análise fundamentalista amplamente empregada em negociações na bolsa ou no mercado Forex, por exemplo, não pode ser aplicada da mesma forma no caso das criptomoedas. Afinal, são mercados diversos e com características, logicamente, diferentes. No mercado cripto, por exemplo, os fundamentos ainda não estão todos consolidados nem são plenamente conhecidos.

Mesmo que ainda haja incertezas sobre os fundamentos que definem a variação do preço do Bitcoin, os especialistas já desenvolveram alguns indicadores úteis para esse tipo de análise. Confira cinco deles:

Oferta circulante

A oferta circulante corresponde à quantidade de tokens existentes. No caso do Bitcoin, a oferta atual em circulação está na casa dos 18 milhões. Essa oferta inclui moedas perdidas (por exemplo, aquelas que estão em carteiras inacessíveis). Quanto maior for a oferta de moeda em circulação, menor tende a ser o preço em satoshis. Este indicador costuma ser comparado diariamente para uma análise histórica.

Quantidade de endereços exclusivos

Um endereço exclusivo de rede é uma carteira na blockchain com saldo diferente de zero. Esse número é útil para indicar a quantidade de pessoas que estão usando a rede em determinado momento. De modo geral, quando o Bitcoin se valoriza, mais endereços são colocados em uso. Essa é uma tendência que pode ser observada ao se avaliar uma série histórica.

No entanto, a leitura desse indicador deve ser feita com cuidado. Em momentos de maior estresse no mercado, a quantidade de endereços exclusivos pode não corresponder à variação do preço do Bitcoin, pois as pessoas podem não estar dispostas a consolidar seus saldos.

Network Value to Transactions (NVT)

O índice NVT corresponde à proporção entre o valor da rede e o número de transações. Já o valor da rede (conhecido também como valor de mercado) é a oferta circulante multiplicada pelo preço atual do Bitcoin. Um NVT mais baixo indica maior valor potencial para os investidores. Já um NVT mais alto indica maior risco.

Market Value by Realized Value (MVRV)

O MVRV é similar, mas mais complexo que o NVT. Ele corresponde à relação entre o valor de mercado do Bitcoin e seu valor realizado. Para o valor realizado, o índice leva em conta o valor da última transação executada na rede.

Rich Lists

Uma característica marcante das criptomoedas é a possibilidade de conferir quantas moedas, exatamente, estão armazenadas em wallets. Os block explorers (exploradores de blocos) costumam fornecer listas das principais wallets. Com isso, é possível analisar a porcentagem que elas mantêm do valor da rede. Em tese, quanto maior for a porcentagem, mais fácil será para as "baleias" manipularem o preço do Bitcoin.

Outra utilidade de analisar as rich lists é verificar se as baleias estão acumulando ou distribuindo Bitcoin. Afinal, esse movimento das principais wallets do mercado pode indicar o movimento do preço do Bitcoin.

Cuidados com a análise fundamentalista

Ao realizar uma análise do tipo fundamentalista, é importante não se ater a um único indicador. Quando analisados individualmente, os indicadores perdem sua força enquanto sinais de investimento. O importante é equilibrá-los de modo a encontrar um nível de risco que seja adequado ao seu apetite. Se possível, adicionando elementos de análise técnica (com gráficos) ao seu estudo do mercado.

Agora que você sabe dos principais indicadores para analisar o mercado de criptomoedas, que tal se cadastrar na Ripio? Com a nossa carteira você dá seus primeiros passos neste mercado de forma fácil e segura.