Voltar ao início

Como escolher sua carteira de Bitcoin?

27/8/18

Hoje nosso foco é explicar como escolher sua carteira para seus bitcoins ou outras criptomoedas. Em poucas palavras, uma carteira (ou wallet) é um software que permite a você enviar, receber e guardar criptomoedas. É a ferramenta principal na hora de fazer transações com cripto.Todas as criptomoedas usam um sistema de criptografia assimétrica para garantir a segurança e veracidade das transações. Esse sistema consiste em um par de chaves, pública e privada, que permitem aos usuários enviar e receber cripto. Destas duas, a privada é a mais importante porque é ela quem permite fazemos transações. Quem tem acesso a ela, vai poder usar a porção de cripto que a ela esteja associada.O trabalho da wallet é manter seguras nossas chaves privadas.

Como identificar a melhor wallet de bitcoin?

A internet está repleta de opções para guardar suas criptomoedas e isso dificulta um pouco a decisão. No entanto, o que vamos fazer é focar na nossa necessidade. Esse é que será nosso critério de escolha.Não existe uma wallet perfeita. A melhor carteira de bitcoin é a que melhor se adapta a nossas necessidades. Claro que ela precisa cumprir com normas básicas de segurança, se não não faz sentido elegermos uma dentre tantas outras.Cada uma oferece diferenças e especificidades, seja no que diz respeito a segurança ou a comodidade. Existe um balanço equilibrado entre esses dois polos na hora de escolher. Por exemplo, para mover pequenas quantidades de cripto, talvez uma wallet em seu telefone ou online seja uma boa opção. Porém, para guardar nossa poupança ou investimentos, seria pouco sensato utilizar uma dessas.Como dissemos acima, tudo depende do uso que vamos dar a nossa carteira.

Tipos de wallet

Podemos dividir todas as carteiras em dois tipos gerais: hot wallet e cold storage. Em termos gerais chamamos de hot wallet qualquer tipo de carteira que esteja conectada a internet, como podem ser os serviços online. Enquanto cold storage faz referência a todo tipo de custódia offline.Como regra geral podemos estabelecer que as hot wallets são as mais práticas para transações pequenas e imediatas e cold storage tem uma ênfase maior na segurança do que na comodidade. São sistemas ideais para guardar grandes quantidades de cripto, embora sejam pouco práticas para realização de pequenas operações.Vejamos então as diferenças e particularidades de cada uma.

  • Hot Wallet Se chamam assim as carteiras conectadas a internet ou que são diretamente online. A maioria das exchanges e serviços de compra e venda se consideram hot wallets. São extremamente fáceis de usar, normalmente estão bem integradas com sistemas de regarga de saldo e são direcionadas a usuários com pouco conhecimento técnico. Também são muito úteis na hora de comprar e vender cripto ou usá-las como método de pagamento. As chaves privadas não estão sob controle do usuário, mas sim do provedor do serviço. A maioria dos sistemas têm várias camadas de segurança adicionais para resguardá-las. Mas, como todo serviço online, os usuários estão mais expostos a phishing ou outras técnicas de engenharia social. Por isso sempre convém complementar com outro sistema de custódia.
  • Cold Storage Se chamam assim as carteiras offline. São mais seguras que as hot wallets e servem, em especial, para grandes quantias. Existe uma ampla gama de opções que vão desde o uso de hardware específicos memórias flash até carteiras de papel. Nesse tipo de sistema, os usuários controlam suas próprias chaves privadas. Todo o objetivo da cold storage é isolar da melhor maneira possível nossas chaves privadas. Para isso se podem usar muitos métodos, embora não estejam livres, por completo, de vulnerabilidades. Esse método é mais seguro do que uma hot wallet, mas também está exposto a qualquer vulnerabilidade de um equipamento de informática: malware, keylogger, etc. Opções para cold storage: Notebooks velhos sem conexão com a internet, hardware tipo Trezor ou algum tipo de memória flash. As carteiras de papel funcionam da seguinte maneira: fazemos o backup das chaves privadas em uma folha de papel. São os sistemas que ficam mais isolados de hackers. Mas sofrem de um problema de segurança mais básico: qualquer um que encontrar nossa paper wallet terá acesso a nossas criptos.

De tudo isso concluímos que não existe um sistema de segurança perfeito. Todos possuem suas vulnerabilidades; além disso não estão isentos do risco de roubo ou extravio. Como regra geral podemos sustentar que aqueles sistemas que isolam melhor nossas chaves privadadas são mais seguros. Sobre isso não há dúvida alguma.Então resta encontrarmos a melhor solução segundo as nossas necessidades. Trata-se de encontrar um equilíbrio entre segurança e praticidade. Definitivamente, a melhor wallet é a que se adapta às nossas necessidades.