Voltar ao início

O caso de Decentraland

Os jogos baseados em blockchain revolucionaram o mundo dos jogadores, mas não apenas porque estabelecem outro modelo econômico. Os jogos com NFT implicam em uma nova etapa para o universo de jogos on-line e abre as portas para a maciça ideia do metaverso, um espaço virtual social, criativo e econômico que entrou na blockchain para expandir.

Um dos casos mais conhecidos é o Decentraland, uma plataforma social de realidade construída na Ethereum. Decentraland é um mundo virtual aberto, onde você cria avatares, interage com outras pessoas e executa tarefas. Uma parte central do jogo é poder comprar terrenos daquele mundo e construir neles. Esses terrenos digitais são NFTs registrados na blockchain.

O caso de Decentraland
Decentraland é uma das maiores experiências do metaverso, onde os NFTs garantem a propriedade sobre um terreno digital.

MANA e LAND, os tokens de Decentraland

Para avançar no Decentraland você precisa de MANA, o token fungível do jogo, que você também pode comprar na Ripio e que funciona como um token de governança. Com as MANAs, além de tomar decisões dentro do ecossistema Decentraland, você pode concordar em comprar um lote digital ou LAND, principal NFT de Decentraland. Cada LAND identifica exclusivamente a propriedade de um terreno por um usuário Decentraland. Este NFT é tanto o seu lote no metaverso, mas também "a escritura" do terreno.

Sua participação no metaverso

O metaverso é um ambiente digital persistente. Uma virtualização que visualmente pode nos levar a pensar no mundo on-line dos jogos. O metaverso é um só, mas pode conter diferentes experiências, diferentes "mapas" ou propostas, em um mundo digital muito mais extenso que o de qualquer jogo conhecido e sem limite de participantes.

Este espaço virtual 3D on-line permite substituir ou complementar muitos aspectos da vida com um avatar. Para o usuário comum, o metaverso pode ser "passear" à vontade, controlando nosso personagem para interagir, trocar, trabalhar, resolver problemas ou se divertir. O que quisermos. Só que tudo isso acontece em um ambiente mais animado, inspirado em jogos multiplayers e redes sociais, e que também funciona de forma descentralizada, como as redes blockchain.