Voltar ao início

Marketplaces, os novos mercados de arte

À medida que mais indústrias culturais e criativas fazem sua entrada lenta, mas constante, no mundo NFT, os marketplaces estão se tornando um lugar cada vez mais interessante para o comércio de produção artística.

Em todos os exemplos é fundamental que os NFTs protejam a autenticidade da obra e garantam sua escassez, mas no caso das criações artísticas e intelectuais há outro aspecto fundamental: os NFTs permitem identificar e registrar tanto a autoria quanto a propriedade ou posse de direitos a uma obra.

Na música, isso significa que você pode vender um videoclipe como NFT, é claro, mas, ao mesmo tempo, também pode vender seus direitos autorais sobre uma música ou até mesmo os direitos de executar uma letra, ou pode permitir o uso de uma faixa do teclado para uma peça, ou alugar uma faixa de voz para um comercial.

Marketplaces, os novos mercados de arte

Os marketplaces NFT são lojas digitais protegidas com segurança blockchain, onde você negocia usando criptomoedas.

Tudo isso pode ser negociado diretamente em marketplaces, que são lojas digitais onde os artistas e criadores de NFT podem publicar seus trabalhos artísticos, tentar divulgá-los e, se necessário, vendê-los.

Além disso, os marketplaces de NFT são um território amigável para outros tipos de tokens não fungíveis super importantes para o futuro das indústrias culturais, como merchandising digital ou ingressos de concertos rastreados por blockchain.

Sem falar que o metaverso, no qual os NFTs fazem parte da interface, é um novo terreno a ser conquistado por todos os tipos de artistas.