Voltar ao início

Em que consistem os sistemas eleitorais baseados em blockchain?

1/2/21

Todos sabemos que a tecnologia blockchain foi desenvolvida inicialmente como elemento chave para o funcionamento do Bitcoin, a famosa moeda digital. Com ela, todas as transações podem ser feitas de forma rápida, segura e anônima.

Se pararmos para pensar, essas três características são exatamente o que qualquer sistema eleitoral busca para conseguir apurar todos os resultados – preservando a integridade não só dos votos, mas também dos eleitores.

Como a tecnologia blockchain auxiliaria os sistemas eleitorais?

Tendo como exemplo o sistema eleitoral brasileiro, onde todos os votos são computados através das urnas eletrônicas, que por sua vez são controladas por um único órgão superior, é comum haver uma certa desconfiança em relação aos resultados finais.

A tecnologia blockchain oferece justamente um sistema descentralizado onde os eleitores poderiam “enviar” seus votos diretamente através de um sistema criptografado, seguro e estável. Sem falar da praticidade e comodidade do procedimento, que incluiria à distância, por celular ou presencial.

Se analisarmos o próprio Bitcoin, a moeda e o seu sistema já possuem mais de 10 anos de vida e ambos continuam invictos e intactos, algo muito notável no mundo digitalizado e potencialmente perigoso em que vivemos.

sistemas eleitorais baseados em blockchain

Apesar de preservar o anonimato dos eleitores, a tecnologia blockchain possui uma ampla transparência em seu processo, podendo analisar todas as transações feitas em seu sistema. Estes com certeza são motivos mais que suficientes para fazer desta tecnologia a atração dos sistemas eleitorais.

Transparência da tecnologia blockchain

Por se tratar de um sistema em rede onde os usuários estão amplamente conectados, cada cidadão poderia não só exercer seu direito de voto, como também acompanhá-lo para ter certeza de que foi realmente direcionado ao candidato escolhido.

Testes realizado para as ‘Eleições do Futuro’

A implementação da tecnologia blockchain nos sistemas eleitorais não ficou apenas na teoria, ela já saiu do papel e foi implementada nas Eleições do Futuro, realizadas pelo TSE no dia 15 de novembro de 2020. 

Ao todo, foram escolhidas 26 empresas e suas respectivas soluções para serem implementadas e testadas nas eleições ocorridas nas cidades de Curitiba (PR), Valparaíso de Goiás (GO) e São Paulo (SP).

Uma das soluções propostas por uma das empresas consistia no uso de um QR Code que seria escaneado pelo celular e, consequentemente, sua identidade seria validada para que pudesse prosseguir com o voto.

Após o processo de escolha e votação, os dados são automaticamente computados no sistema blockchain e os eleitores podem facilmente conferir se o seu voto foi de fato para o candidato desejado.

Outras empresas também forneceram soluções semelhantes e inovadoras e todas passaram por um rigoroso processo de avaliação.

Previsão para a implementação da nova tecnologia no Brasil

De acordo com Campos Júnior, presidente do Tribunal Eleitoral de São Paulo, ainda não há previsões para a implementação da tecnologia blockchain no sistema eleitoral brasileiro, mas que todos esses ensaios realizados são de grande aproveitamento, aprendizado e contribuição para o avanço da tecnologia do sistema atual.

Para ele, o grande desafio dessa nova abordagem é a segurança em relação à compra de votos, visto que o processo sendo à distância dificulta bastante a fiscalização do ato de votar.

Outro problema encontrado se refere à coercitividade do voto, ou seja, à influência ou até mesmo à obrigação que uma pessoa, seja amigo ou familiar, exerceria sobre o voto de outro.

Tendo isso em mente, podemos ver que ainda temos uma jornada um tanto delicada para que essa nova implementação seja feita no Brasil ou nos sistemas eleitorais em geral, pois sabemos que qualquer mudança em escala nacional requer um alto nível de comprometimento e apoio da população, o que em muitos casos deixa a desejar.

Já que ainda não sabemos quando utilizaremos a tecnologia blockchain no sistema eleitoral, podemos ter uma noção vívida e prática do funcionamento dela através da negociação de bitcoins e outras criptomoedas, afinal de contas, ela foi inicialmente desenvolvida para este fim.

Para comprar e vender criptomoedas de forma segura, rápida e fácil, diretamente em seu dispositivo Android ou iOS, baixe o nosso app agora.