Voltar ao início

Conheça a MATIC, a criptomoeda da rede Polygon

28/7/22

Desde o surgimento da rede Ethereum (ETH) em 2015, o ecossistema cripto evoluiu, abrindo portas para milhares de novas possibilidades, gerando outras tendências e aumentando a adoção da tecnologia blockchain, DeFi, NFTs e Blockchain Games

Todo esse crescimento aumentou a quantidade de transações sendo processadas simultaneamente na rede Ethereum, que não conseguiu suportar a demanda de forma rápida e barata. Com isso, surgiram redes que se propuseram a resolver o problema de escalabilidade da Ethereum, com operações para certos tipos de dApps (aplicativos descentralizados) funcionarem. Este é o caso da Polygon.

A rede Polygon é uma das sidechains da ETH, ou seja, a rede é conectada à blockchain principal para descomprimir o tráfego e melhorar a capacidade de resposta. Podemos pensar nas sidechains como “coletores” em uma estrada blockchain. 

Uma sidechain é uma rede semi-independente que funciona paralelamente a uma blockchain principal associada, buscando melhorar sua velocidade ou seus recursos, como a escalabilidade.

A rede foi criada em 2017 na Índia com o nome Matic Network, desenvolvida por Jaynti Kanani, Sandeep Nailwal e Anurag Arjun. Sendo projetada para servir como uma estrutura para o desenvolvimento e operações de outras blockchains, cada uma com seu próprio conjunto de dApps. Estas melhorias permitem transações mais rápidas e baratas sem deixar a rede Ethereum, ajudando na interoperabilidade do ecossistema cripto, com uma maior fluidez para se comunicar e realizar transações entre diferentes protocolos, blockchains e serviços. 

A Polygon possui sua própria criptomoeda, a MATIC, que está entre as vinte maiores criptomoedas por capitalização de mercado. MATIC é uma criptomoeda que pode ser negociada, holdeada ou trocada por moeda fiduciária. E agora, você pode negociar na sua carteira da Ripio. 

O que é Polygon

O projeto é uma solução para diminuir os custos operacionais da rede Ethereum que atualmente tem altas taxas de gás. Entretanto, a rede Polygon foi projetada para ir além de criar outras redes, mas também conectar outras blockchains, aplicativos descentralizados (dApps) e protocolos de finanças descentralizadas (DeFi) que funcionam de forma flexível e interoperável na Ethereum, mas sem depender da rede principal. 

A Polygon é conhecida como uma solução de escalabilidade de camada 2, para melhorar a capacidade de processar as transações em grande número nas redes nativas, solucionando, portanto, o problema de escalabilidade, à medida que novos tokens e dApps são criados em cima dessa blockchain. Por ser de camada 2, a Polygon está acoplada a uma rede principal, de camada 1, que no caso é a Ethereum. 

Polygon tem como objetivo ser a “internet das blockchains, uma plataforma onde podem ser criadas novas blockchains, que interagem entre si da forma mais fluida possível, algo similar como “poder ir de uma blockchain a outra com apenas alguns cliques”. 

O projeto visa um mundo descentralizado e sem fronteiras, sem depender de órgãos governamentais e instituições. Um mundo onde as pessoas possam trocar valor em escala global sem complicações, mesmo que tenham seus fundos em outros tokens. 

Outra vantagem da Polygon é o fato da rede ser a única solução de escalabilidade que tem suporte total para a Ethereum Virtual Machine, o software oficial que permite criar dApps na rede ETH. 

Casos de uso de Polygon 

Muitos desenvolvedores optaram por experimentar o ecossistema de dApps Polygon por conta da possibilidade de operar mais rápido e com custo mais baixo, sem perder a compatibilidade com o restante do ecossistema de dApps da ETH. Os principais casos de uso da rede principal migraram rapidamente para essa sidechain: DeFi, os marketplaces de NFT e jogos play-to-earn. 

A rede Polygon é uma das principais no mercado DeFi, com protocolos líderes como AAVE ou Compound. Já com os NFTs, possui um custo operacional mais baixo e a rede é extremamente valorizada, por isso. Os marketplaces, como o OpenSea, vêm ativando a compatibilidade com a Polygon. A rede é utilizada também em jogos play-to-earn como Aavegotchi, Decentraland e The Sandbox, além de ter o Polygon Studios, um programa de aceleração para os desenvolvedores de jogos. 

O que é MATIC

MATIC é um token ERC-20 construído em cima da blockchain da ETH, que tem um fornecimento máximo de 10 milhões de unidades. Essa moeda é lançada progressivamente a cada mês e os tokens serão distribuídos até dezembro de 2022. 

MATIC funciona como um utility token da Polygon, pois a criptomoeda pode ser usada para pagar as taxas e também atua como um token de governança, permitindo a participação de holders em decisões de melhoria da estrutura por meio de votação. E também serve como garantia para staking, emparelhando com outro ativo como ETH ou uma stablecoin ERC-20

Como comprar MATIC em reais no Brasil

A criptomoeda da Polygon já está disponível em nosso site e no aplicativo para ser negociada. Vale ressaltar que para comprar criptomoedas na Ripio você precisa de uma conta ativa e com saldo em reais. 

Além de comprar e vender MATIC, você também poderá receber e enviar da sua carteira.

  1. Se você não possui uma conta Ripio, faça o cadastro em nosso site ou baixe o aplicativo via Android, ou iOS.
  2. Ative sua conta
  3. Faça o depósito por meio de transferência bancária via PIX.
  4. Na carteira ou no módulo de compra, insira a quantidade de MATIC que deseja e siga as instruções para confirmar a compra.

Lembre-se que além de holdear MATIC, você também pode realizar staking, converter em moeda fiduciária, trocar por outros tokens e criptomoedas, ou fazer render em DeFi.

Tem dúvidas de como comprar MATIC na Ripio? Mande uma mensagem.