Voltar ao início

Como funciona o Bitcoin

16/10/18

Entender como funciona o Bitcoin não é uma tarefa fácil, estamos falando de uma tecnologia revolucionária e a maioria das pessoas não domina grande parte dos conceitos que envolvem o funcionamento das criptomoedas. 

Por isso, é comum quando alguém está dando seus primeiros passos no universo cripto se deparar com explicações técnicas e confusas sobre o funcionamento de tudo, incluindo o Bitcoin. Neste artigo vamos explicar de forma bem lúdica o funcionamento da principal criptomoeda.

Como funciona bitcoin (paso 1)

Trocas no mundo físico

Vamos supor que eu tenha um dinossauro de brinquedo e você se encanta por ele. Você me pede de presente e eu te dou. Pronto, agora ele é seu e não foi preciso de nenhum intermediário ou escrivão que certifique o que aconteceu entre nós dois.

Uma vez que eu dei o dinossauro a você, não posso dá-lo a mais ninguém. Era o único que eu tinha e agora é seu, portanto você pode fazer o que quiser com ele.

É assim que funcionam as trocas no mundo físico, da mesma forma ocorre quando você vai ao açougue ou mercado, ou quando compra um chocolate. Bastante simples.


Como funciona bitcoin (paso 2)

E no mundo digital, como funcionam as trocas de bens?

Agora vamos supor que o dinossauro é digital e eu quero presentear você. Já não é tão fácil como antes, o ato se torna um pouco mais complicado.

Diferente do dinossauro de plástico, não temos uma forma de saber se o dinossauro digital é único. Eu poderia copiar e colar ele sempre que quisesse e distribuí-lo por toda a internet, fazendo-o chegar nos computadores de todos os meus amigos e de metade do planeta.

Como funciona bitcoin (paso 3)

Eis que surge um problema: o gasto duplo na internet

E um problema nada trivial, conhecido como "problema do gasto duplo". Ele é complexo e, por agora, basta que você saiba que ele não havia sido resolvido até muito pouco tempo atrás.

Imaginemos um livro contábil digital, com um responsável que controla quem tem cada coisa. Como o caderninho em que o dono do mercadinho anota as compras fiado, mas onde você escreve a quem pertence cada dinossauro digital: Sebastião tem um Tyrannosaurus rex, Bruno um Iguanodon e Marina um Stegosaurus.

Além disso, essa pessoa responsável deve anotar cada vez que um dinossauro muda de dono. A pessoa no comando deve manter o livro no seu computador e também seria responsável por mantê-lo atualizado. Dessa forma, teríamos um registro preciso de todos os dinossauros existentes e de cada transação de dinossauros.

Problema resolvido, não?!

Infelizmente não é assim tão fácil. Várias coisas ainda podem acontecer, como por exemplo o responsável querer modificar os registros.

Diferente do mundo real quando trocamos o dinossauro, para isso ocorrer no mundo digital colocamos um intermediário na história. Então, vamos focar no problema e fazer uma pergunta fundamental:

É possível trazer a simplicidade da troca física para o mundo digital?

Vamos aprimorar nossa solução. Desta vez criamos um livro contábil que, ao invés de estar no computador de uma pessoa, está em muitos ao mesmo tempo. Em centenas, milhares ou milhões de cada vez.

Além disso, este livro está disponível para qualquer pessoa e, o mais importante, toda vez que o envio do dinossauro é feita, todas as cópias do livro são sincronizadas ao mesmo tempo.


Como funciona bitcoin (paso 4)

Neste livro de contabilidade, digital e público, você não poderia trapacear. Se alguém tentasse enviar um dinossauro que não tem, o livro contábil em que ela tentou registrar essa transação não iria sincronizar com o resto da rede e, portanto, a operação não seria válida.

Além disso, quanto mais usuários adotarem o sistema, mais difícil será quebrá-lo. Cada usuário que se junta a rede representa uma nova cópia do livro-registro que o fraudador iria precisar modificar.

Qualquer um pode se juntar à rede, baixar uma cópia deste livro-registro público e ajudar a validar todas as transações de dinossauros. Para incentivar esta validação da comunidade, é adicionado um incentivo: cada vez que alguém confirma que um envio é válido, 5 dinossauros digitais são ganhos.


Como funciona bitcoin (paso 5)

A solução para o gasto duplo

O melhor de tudo é que este sistema existe e é conhecido como "protocolo Bitcoin". É precisamente o sistema de regras que faz o Bitcoin funcionar.

Se a partir da explicação acima mudarmos dinossauros para bitcoins, chegamos a uma explicação bastante próxima de como esta tecnologia funciona.Vamos rever as vantagens de ter um livro-registro público:

  • Os dinossauros digitais iniciais são registrados no livro contábil.
  • Sabemos a quantidade exata de dinossauros que existem e também sabemos que eles são limitados.
  • Temos controle total sobre a quantidade.
  • Não é necessário nenhum intermediário ou autoridade central.
  • Quando alguém lhe enviar um dinossauro digital, vai ser seu e de mais ninguém.


Em outras palavras, fizemos com que os dinossauros digitais funcionem da mesma forma que os dinossauros de brinquedo reais. Assim, conseguimos o melhor dos dois mundos.

Como funciona bitcoin (paso 6)

Posso enviar um dinossauro, mil dinossauros ou 0.0000001 dinossauro. Da Argentina a Hong Kong, China ou África sem a necessidade de passar por qualquer autoridade central. Muito menos um banco.

Você pode até registrar outras "coisas" digitais usando esse mesmo livro-registro dos dinossauros: texto, uma nota, ações da bolsa ou contratos. As possibilidades são infinitas.

Resumidamente, isso é o Bitcoin. E é por isso que é legal e revolucionário.


Esse artigo é uma adaptação livre de: Freecodecamp.