Voltar ao início

O que DeFi e como funciona

February 8, 2022

O conjunto de ferramentas, protocolos e plataformas conhecido como DeFi (finanças descentralizadas) é um dos pilares do ecossistema cripto.

Quando falamos de DeFi, estamos nos referindo basicamente aos serviços similares do sistema financeiro tradicional, com empréstimos, mas que funcionam de forma descentralizada. E que, além disso, trabalham com maior privacidade, segurança e transparência.

Essas características são próprias das blockchains descentralizadas, mas no caso de DeFi são especialmente verdadeiras porque todo o sistema econômico, financeiro e de empréstimos funciona de maneira automatizada, previsível e inalterável, porque é programado em smart contracts (contratos inteligentes).


Qué es DeFi y cómo funciona

Como funciona as finanças descentralizadas

Com as finanças descentralizadas (DeFi) você pode depositar criptomoeda para gerar um rendimento ou “emprestar” tokens. Tudo sem a necessidade de intermediários como bancos, agentes financeiros: a interação é entre os usuários e essas plataformas descentralizadas, o que diminui muitas vezes os custos e tempo de operação com ferramentas financeiras.

Um exemplo emblemático do que pode ser feito na DeFi são as exchanges descentralizadas como o Uniswap, também chamadas de DEXs, que permitem a troca de tokens de forma automatizada, sobre blockchain e sem a necessidade de intermediários e nem de ceder o controle das criptomoedas. As transações são diretas e ocorrem em interfaces simples e amigáveis. No entanto, por trás dele executam contratos inteligentes e protocolos de segurança que protegem e asseguram as operações.

Os diferentes serviços DeFi pegam conceitos de finanças tradicionais e os implementam por meio de contratos inteligentes, deixando um registro anônimo, mas público, na blockchain do projeto correspondente. Portanto, tudo o que acontece é claramente verificável, sem comprometer a identidade ou privacidade de ninguém.

E isso acontece com nenhum outro intermediário, mas que não seja um smart contract que permite automatizar o swap ou a troca de tokens, os depósitos de segurança conhecidos como staking, a contribuição de liquidez para lending ou tomar empréstimos (borrowing).


Voltar