Voltar ao início

Quais são as 3 criptomoedas mais caras do mundo?

19/1/21

Com o passar dos anos, o universo das criptomoedas se tornou vasto e permeado de projetos com propostas e modelos diferentes.

O preço de uma criptomoeda tem relação com a sua adoção e com o seu fornecimento total, ou seja, o número total de moedas no mercado. Uma moeda que possui muita procura e poucas unidades disponíveis terá um preço com maior probabilidade de valorização.

Considerando a data de escrita deste artigo, em meados de Outubro de 2020, quais são as moedas digitais mais caras? Como referência usaremos o site CoinMarketCap, que é o principal lugar para consulta de preços e informações gerais sobre o mercado.

Yearn.Finance

Yearn.Finance é o nome de um ecossistema de produtos e serviços para as finanças descentralizadas, conhecidas também como DeFis. Este novo ramo financeiro tenta oferecer serviços similares aos tradicionalmente obtidos através de bancos, mas com taxas menores e sem interferências de um intermediário no processo.

O objetivo da Yearn é simplificar o espaço de DeFi para investidores que não possuem conhecimento técnico de como ele funciona ou que procuram facilidade e praticidade em suas operações.

Lançado em fevereiro de 2020, o serviço teve um grande crescimento nos últimos meses, à medida que novos produtos foram lançados, assim como o token da plataforma, o YFI.

No dia 12 de setembro o YFI teve a sua maior cotação da história, valendo R$ 244.382,00. Atualmente o preço marca R$ 87.864,08, fazendo com que este token seja o ativo digital mais caro no ranking do mercado de criptoativos.

Bitcoin

Bitcoin é uma rede de pagamento inovadora e um novo tipo de dinheiro.

No décimo mês de 2020, a principal moeda digital do mundo segue com a maior capitalização do mercado e o segundo maior preço unitário. O preço de cada bitcoin marca R$63.773,21.

Mesmo com o passar dos anos, o bitcoin se coloca como uma moeda resiliente e confiável, sendo o marco de referência de todo o mercado.

Sem nenhuma forma de controle ou órgão central, todo o comando da rede e dos valores envolvidos está distribuído entre os participantes da moeda. O Bitcoin é de código aberto, seu design é público, ninguém é proprietário do protocolo e qualquer um pode participar.

Wrapped Bitcoin

Numa tradução livre, o “Bitcoin embrulhado” é o nome dado para um token construído dentro da plataforma Ethereum, que tem seu preço lastreado com o BTC original.

O projeto foi anunciado pela primeira vez em 26 de outubro de 2018 e lançado oficialmente em 31 de janeiro de 2019. Com o preço indexado no BTC, o token permite a troca entre o par ETH/BTC de forma descentralizada.

Além disso, como um token do tipo ERC-20 (Nome dado aos tokens da plataforma Ethereum), é possível usar o ativo no ecossistema de trocas descentralizadas, serviços de empréstimo de criptografia, mercados de previsão e outros aplicativos financeiros descentralizados.

A proporção entre o Wrapped Bitcoin e o bitcoin é de 1:1. Isso quer dizer que o preço do token deve sempre procurar a valer o mesmo preço que um bitcoin.

Como curiosidade, nossa lista de moedas mais caras seria seguida pela Maker (MKR) e a Ethereum (ETH). Se você deseja comprar bitcoin ou Ethereum, a Ripio está aqui para ajudar! Somos uma plataforma confiável e segura, para uma experiência agradável e simples. Confira nossos serviços!