Voltar ao início

Como usar o Bitcoin

9/6/20

Será mesmo possível introduzir um dinheiro digital em nosso dia-a-dia? Como aplicar esse novo modelo de economia a nossa realidade? Abaixo vamos mostrar que isso já ocorre e você nem percebeu.

Revolução tecnológica

Nos últimos anos você deve ter percebido como o mundo tem se tornado refém da tecnologia, mas admitir isso tem gerado muitos benefícios e facilidades no seu dia-a-dia, durante a pandemia de COVID-19 isso ficou muito claro.

Os celulares simplesmente se tornaram um elemento indispensável para sua sobrevivência, seu quarto virou a sala de reuniões, o seu Happy Hour migrou para a sua sala, ou pior, sem perceber você já deve ter colocado no Waze o endereço da sua mãe para não se perder ou economizar tempo.

Uma forma de ilustrar como as criptomoedas estão mais próximas do que possamos imaginar, é lembrando dos Jetsons. Quem nunca quis uma empregada robô inteligente, dirigir um carro voador, ou nem precisar caminhar, só ficar parado na esteira deixando ela te guiar? Isso parecia completamente utópico.

Hoje você pode não ter o carro voador, mas pode comprar o seu Tesla, já acredita que logo logo poderá ter a robô doméstica, mas já tem uma assistente virtual extremamente sábia, como a Siri ou Alexa, que podem auxiliar até na limpeza da sua casa e avisar quando a geladeira está vazia.

Então por que o dinheiro também não se digitalizou?

Por essa nem Os Jetsons poderiam imaginar, uma moeda digital que fosse tão valiosa como o ouro, e que trouxesse mais autonomia e segurança em operações financeiras, e claro uma ótima opção de investimento com fundamentos bem claros.

Satoshi Nakamoto (que não se sabe quem é), desenvolveu o código de um ativo digital que pudesse facilitar nossas operações financeiras, e principalmente te livrar das taxas e inconveniências do mercado tradicional, já que o Bitcoin é uma moeda descentralizada.

Com tantos benefícios, acreditamos que um dia você ainda vai se perguntar como o mundo viveu tanto tempo assinando cheques, ou em filas de banco.

O mundo antes do Bitcoin

Em um passado não muito distante, você simplesmente tinha duas opções quando fosse realizar uma viagem internacional: Rezar para a cotação do dólar não parar na lua, ou quando o seu cartão fechasse a fatura, o dólar tenha despencado. Além, claro, de pagar taxas altíssimas em casas de câmbio, junto de todas as inconveniências de precisar se deslocar para o local.

Remessa internacional? Nem em seus sonhos, mais taxas... Sim, esse era o mundo antes do Bitcoin, mas finalmente tudo mudou e temos convicção que vai ficar muito melhor.

E o que mudou no mundo pós Bitcoin?

Atualmente, você consegue comprar desde uma bermuda para ir ao clube, ou até mesmo um carro com Bitcoin. Aqui no Brasil existem diversas lojas e comércios que aceitam pagamento em cripto na aquisição de produtos e serviços, mas não para por aí.

No mercado nacional e internacional há muitas empresas focadas justamente em trazer usabilidade para o ecossistema cripto, como, por exemplo, a integração de carteiras digitais com cartões de débito das principais bandeiras, possibilitando que você compre qualquer coisa com o Bitcoin nas famosas maquininhas.

Outro modelo que entrega usabilidade para o mercado são as empresas que assim como a Ripio, desenvolvem produtos e serviços que atendem a grande maioria da população, com interfaces simples e diretas, junto de uma plataforma para compra, venda, envio e armazenamento bastante seguros.

Confira abaixo algumas outras formas de usar seu Bitcoin:

  • Pagamento de Boletos;
  • Diversificar seus investimentos;
  • Compra de gift cards para presentear seus amigos;
  • Transferências internacionais;
  • Saques através de ATM pelo mundo todo.

Tudo isso mostra que o uso cotidiano de criptomoedas está mais perto do que possamos imaginar, e você que ainda está iniciando neste mundo fantástico pode contar com a nossa ajuda, em nosso blog estamos sempre criando materiais educativos sobre o Bitcoin que vão de A a Z.