Voltar ao início

O que é mineração de criptomoedas?

No ecossistema de criptografia, usamos o termo "mineração" para nos referirmos ao processo de validação de transações em uma blockchain, o que também gera uma recompensa para quem o realiza.

Mas embora essa atividade seja conhecida por esse nome, ela não envolve nenhum tipo de extração de materiais da terra ou das rochas. Em vez disso, é uma forma de rodar um programa, um esforço de computação.

O termo tem sua origem na validação de transações Bitcoin. Como sabemos, o limite total de BTC que será criado é de 21 milhões. Mas quando a rede foi ao ar, não havia nenhum.

Cada unidade de bitcoin, embora existisse "em teoria", tinha que ser obtida de alguma forma. O termo mineração é uma metáfora coloquial que ilustra que as unidades de bitcoin precisam ser mineradas e que eventualmente se esgotarão.

Se o Bitcoin não tivesse um limite estabelecido, como acontece na Ethereum, falaríamos em vez disso, em fabricar criptomoedas.

O principal objetivo da mineração é estabelecer e criptografar o histórico de transações de forma que seja computacionalmente impraticável adulterá-lo.

O que é a mineração de criptomoedas?
Os mineradores emprestam seus computadores à rede para "minerar" novas criptomoedas e validar transações.

O que os mineradores fazem?

Os mineradores são aqueles que realizam a mineração. Ou seja, aqueles que disponibilizam seus computadores em uma rede criptográfica para validar as transações e assim obter novas unidades de cada criptomoeda.

A mineração é o mecanismo usado para introduzir novas unidades no sistema: esses mineradores recebem em criptomoedas uma recompensa por seu trabalho. Isso serve tanto para expandir as redes dessas novas moedas de forma descentralizada quanto para motivar as pessoas a fornecerem segurança ao sistema.

Embora a mineração tenha começado como uma atividade doméstica, hoje se constitui como uma atividade econômica inteira, da qual participam grandes fazendas de mineração, fabricantes de placas de vídeo e hardware ASIC.

O que são fazendas de mineração?

Este é o nome dos locais especificamente construídos para a mineração de criptomoedas: estruturas onde se pode minerar em grande escala, que requerem um investimento considerável e ocupam muito espaço físico.

Em geral, eles consistem em dezenas ou centenas de placas gráficas ou processadores ASIC configurados para funcionar 24 horas por dia, 7 dias por semana. Algumas empresas constroem grandes galpões para armazenar os equipamentos, levando em consideração projetos que permitam economia nos custos associados à mineração, como refrigeração ou redução do consumo de energia.

Hoje, os mineradores procuram locais com algum tipo de vantagem comparativa. Como o Canadá, onde as baixas temperaturas impactam em uma grande economia de energia destinada à refrigeração; ou como o Paraguai, onde a eletricidade é muito barata.