Voltar ao início

Como minerar criptomoedas

Como minerar criptomoedas

Como calcular custos e retornos. Custo diário básico e lucro mínimo diário. Diferenças entre mineração por hardware, por software e "na nuvem".

Todas as informações necessárias sobre as particularidades da mineração de cada criptomoeda estão disponíveis no Blockchain Explorer ou também no CoinMarketCap.

É importante encontrar criptomoedas que se ajustem ao equipamento disponível para maximizar o desempenho. Outro fator muito importante é o preço do quilowatt de energia elétrica, já que o equipamento funcionará 24 horas por dia, 7 dias por semana. Além disso, máquinas de mineração precisam de refrigeração.

Com o preço do quilowatt/hora somado aos dados de consumo de energia de cada equipamento, pode-se estimar o custo básico por dia. Então, é preciso saber quanto vamos ganhar com esse equipamento, conta que resulta de conhecer seu hashrate e compará-lo com a dificuldade de minerar a criptomoeda. Isso nos dará o lucro mínimo diário por equipamento.

Como minerar criptomoedas
Você pode escolher o método e o equipamento para minerar, dependendo das possibilidades e objetivos.

Por hardware

A principal diferença ao minerar criptomoedas é o tipo de equipamento que você deseja ou pode usar. Conforme explicamos no capítulo sobre testes de consenso, Ethereum é extraído com GPUs, enquanto o Bitcoin é extraído com placas ASIC já preparadas para algoritmos SHA 256.

Quem preferir essa opção deve saber que só pode minerar com eficiência as criptomoedas que funcionam com esse algoritmo.

Em contraste, aqueles que usam GPUs sabem que não podem competir com ASICs, mas têm uma gama mais ampla de criptomoedas disponíveis para minerar.

Por software

As opções de software variam completamente dependendo das necessidades dos mineradores. Existem opções modificadas pelos usuários para minerar certas criptomoedas, bem como os clientes oficiais de cada criptomoeda. Nada de especial é necessário e depende das necessidades de cada minerador.

Na nuvem

Conforme a infraestrutura de mineração e internet se torna mais robusta, novas oportunidades também aparecem. Uma delas é a cloud mining, que consiste no aluguel de equipamentos de mineração por X período de tempo.

Dessa forma, não é preciso investir muito para iniciar a mineração, mesmo sabendo que a rentabilidade obtida será menor.

Aqui também é necessário pesquisar bastante, pois muitos sites usam o conceito de “mineração em nuvem”, mas acabam sendo scams, ou seja, fraudes.