Voltar ao início

Criptoativos: Projetos muito além do mercado financeiro

7/7/22

O mundo cripto começou a ser explorado com o surgimento do Bitcoin. Por ter sido o primeiro criptoativo, é o mais conhecido, negociado e valioso do mundo. Logo, quando nos referimos ao ecossistema cripto, grande parte de seus conhecedores ainda associa diretamente com o mercado financeiro e trocas de valores. 

Porém isso começou a mudar com o surgimento das NFTs. Os Non-Fungible Tokens (Tokens Não Fungíveis) surgiram como ativos digitais únicos, cuja principal utilidade está relacionada com permitir atribuir propriedade, indicar e diferenciar qualquer dado na blockchain. O primeiro NFT negociado foi uma obra de arte que foi vendida pelo incrível valor de 69 milhões de dólares (vendido no dia 11 de Março de 2021), na maior casa de leilões do mundo. 

Contudo, o ecossistema cripto está indo mais além. Temos projetos que saem do mercado artístico e financeiro e entram no setor ambientalista, setor de eventos e até mesmo de games. 

PRESERVAÇÃO DO MEIO AMBIENTE

Aqui trabalhamos com um projeto que contraria a própria origem dos criptoativos, já que, por exemplo, as fazendas de mineração de Bitcoin tinham o consumo energético muito alto e eram projetadas em países cujo a geração de energia vinham de combustíveis fósseis (mais baratos porém agridem mais o meio ambiente). Mas esse projeto vem pra bater de frente com essa imagem de que os criptoativos são coniventes com a falta de conscientização ambiental. 

O projeto foi criado pela green tech Moss Earth, uma startup do ramo ambientalista. Eles criaram um token digital, chamado MCO2 que equivale a um crédito digital de carbono. As empresas compram esses tokens visando diminuir a sua pegada ecológica no planeta, já que para cada token comprado, o dinheiro é reinvestido em projetos de preservação ambiental por todo planeta. 

Um exemplo de aplicação desse token no seu dia a dia é: sabe aquele delivery que você pede quando bate uma preguicinha de cozinhar? Então, se você pedir pelo Ifood que tem parceria com Moss, você está contribuindo com o meio ambiente, já que o Ifood e a Moss tem um projeto de reflorestamento juntos.  

A Moss Earth não só trabalha com o token MCO2, mas também desenvolveu uma maneira de protegermos a floresta amazônica. Criaram um NFT de preservação da Amazônia onde ao comprar esse token, você se torna responsável por uma parte da floresta. Você tem acesso a um monitoramento digital e se torna um ativo contra o desmatamento da maior floresta tropical do mundo. 

Além das iniciativas da Moss Earth, a Amazon League Club também está lançando um projeto de NFTs para a preservação da Amazônia e da Mata Atlântica. A ideia é criar uma coleção de figuras de uma liga de herois (encabeçada pelo jogador brasileiro Hulk), onde fará com que partes privadas das florestas sejam preservadas. Cada token é convertido em uma área específica de 10m quadrados de terras privadas dos biomas em questão. 

METAVERSO: EVENTOS E LANÇAMENTOS EXCLUSIVOS

Um assunto que entrou em bastante evidência desde 2021 foi o Metaverso. Após o anúncio de que a empresa Facebook faria um rebranding para passar a chamar Meta, acompanhando a visão do seu dono Mark Zuckerberg, o mundo está ansioso por esse novo salto tecnológico das empresas. 

Porém, desde antes do anúncio de Mark, a pandemia do covid-19 foi fundamental para migração de atividades para o mundo digital. Em 2020, com o festival de lives e shows que tivemos de artistas nas redes sociais e em plataformas privadas. Um desses eventos que movimentou mais de 12 milhões de jogadores foi o show do rapper Travis Scott na plataforma do jogo Fortnite.   

Além da iniciativa do Fortnite, outros artistas entusiastas do mercado cripto, também estão criando seus próprios projetos. É o caso do Eminem e do Snoop Dogg, rapper americanos que lançaram um vídeo clipe de uma música deles em parceria com o Bored Ape Yatch Clube (BAYC), que é uma coleção internacional de NFTs cujo grandes figuras do mundo adquiriram pelo menos um NFT (Neymar, Madonna, Eminem, Snoop Dogg). No clipe, os rappers viram vários NFTs do BAYC e o clipe foi lançado com exclusividade para as pessoas que participam do clube, num evento em Nova Iorque.  

Dentro do Metaverso, temos o exemplo de Decentraland. Para avançar no jogo você precisa de MANA, o token fungível do jogo. Com esse Token, além de tomar decisões dentro do ecossistema Decentraland, você pode concordar em comprar um lote digital ou LAND, principal NFT de Decentraland. Cada LAND identifica exclusivamente a propriedade de um terreno por um usuário Decentraland. Este NFT é tanto o seu lote no metaverso, mas também "a escritura" do terreno. Clique aqui para entender melhor sobre a MANA e o Decentraland.

Ainda falando sobre o ambiente do metaverso, a Nike não fica para trás. Recentemente a empresa conseguiu um registro de patente para poder negociar ativos virtuais da sua marca, como calçados, roupas, bolsas e bonés, de marcas consolidadas como a Jordan, por exemplo. Essa medida restringe a criação de versões digitais de artigos da marca por terceiros mas abre a oportunidade para que a empresa se conecte ainda mais com o mundo digital. E em 2019, a empresa já havia pedido patente para os CryptoKicks, tênis que são baseados na blockchain. 

Por fim, um outro projeto que está sendo muito comentado é que para as Olimpíadas de Paris em 2024, há a possibilidade de que os ingressos para o evento sejam NFTs. Também existem projetos sendo estudados para que a Copa do Mundo de Rugby e outros jogos rotineiros sigam a mesma lógica. 

Quer saber mais sobre NFT? Acesse nosso guia NFT.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

É importante mostrar que há inúmeras possibilidades para os criptoativos serem aplicados. A ideia é que cada setor possa estabelecer um link com o mundo digital, e uma maneira eficiente de fazê-lo é por meio dos criptoativos, como mostramos no texto acima. 

Temos projetos para vários setores sendo estudados também, além dos citados, como por exemplo o setor imobiliário e de games (Confira aqui um artigo completo sobre Blockchain Games.). Isso mostra que as aplicações dos NFTs e criptoativos serão cada vez mais presentes no nosso cotidiano, mostrando que a migração para o mundo digital está em uma nova etapa. 

Gostou desse conteúdo? A Ripio tem muito mais para você. Acesse nosso Instagram, Twitter e Launchpad para ficar por dentro de tudo sobre o mundo cripto.